AGRICULTURA
Agricultura

Agricultura é o conjunto de técnicas utilizadas para cultivar plantas com o objetivo de obter alimentos, fibras, energia, matéria-prima para roupas, construções, medicamentos, ferramentas, ou apenas para contemplação estética.

A quem trabalha na agricultura chama-se agricultor. O termo lavrador aplica-se ao proprietário de terras rurais onde, normalmente, é praticada a agricultura, a pecuária ou ambos.

A ciência que estuda as características das plantas e dos solos para melhorar as técnicas agrícolas é a agronomia.

A agricultura permite a existência de aglomerados humanos com muito maior densidade populacional que os que podem ser suportados pela caça e coleta. Houve uma transição gradual na qual a economia de caça e coleta coexistiu com a economia agrícola: algumas culturas eram deliberadamente plantadas e outros alimentos eram obtidos da natureza.

A importância da prática da agricultura na história do homem é tanto elogiada como criticada: enquanto alguns consideram que foi o passo decisivo para o desenvolvimento humano, críticos afirmam que foi o maior erro na história da raça humana.

Por um lado, o grupo que se fixou na terra tinha mais tempo dedicado a atividades com objetivos diferentes de produzir alimentos, que resultaram em novas tecnologias e a acumulação de bens de capital, daí o aculturamento e o aparente melhoramento do padrão de vida. Por outro, os grupos que continuaram utilizando-se de alimentos nativos de sua região, mantiveram um equilíbrio ecológico com o ambiente, ao contrário da nova sociedade agrícola que se formou, desmatando a vegetação nativa para implantar a monocultura, na procura de maior quantidade com menor variedade, posteriormente passando a utilizar pesticidas e outros elementos químicos, causando um grande impacto no solo, na água, na fauna e na flora da região.

Além de alimentos para uso dos seres humanos e de seus animais de estimação, a agricultura produz mercadorias tão diferentes como flores e plantas ornamentais, fertilizantes orgânicos, produtos químicos industriais, fibras - algodão, linho e cânhamo, combustíveis (madeira para lenha, etanol, metanol, biodiesel).

A eletricidade pode ser gerada de gás metano a partir de resíduos vegetais processados em biodigestor ou da queima de madeira especialmente produzida para produção de biomassa (através do cultivo de árvores que crescem rapidamente, como por exemplo, algumas espécies de eucaliptos).

Existem dois tipos de sistemas agrícolas, o intensivo e o extensivo.

A agricultura comercial visa à produção de renda financeira através da produção de plantas e animais que são direcionados ao  mercado. Utiliza o sistema intensivo, com a utilização de máquinas e fertilizantes, tem uma tecnologia de ponta, acarretando em altos índices de produtividade.

 

A agricultura de subsistência é aquela que produz alimento suficiente para as necessidades do proprietário da terra, e sua família. Utiliza o sistema extensivo, com técnicas tradicionais, utiliza a mão-de-obra disponível e acarreta um baixo índice de produtividade.

Agricultura extensiva é caracterizada geralmente pelo uso de técnicas rudimentares ou tradicionais na produção. Normalmente é utilizada para mercado interno ou para subsistência. Esse tipo de agricultura pode ser encontrado tanto nas pequenas quanto nas grandes proprínio da mão-de-obra humana e baixa mecanização. A falta de capital também é um marco neste tipo de agricultura. É característica de minifúndios, que são formas de agricultura familiar.

Agricultura Integrada é uma palavra comum utilizada para explicar uma abordagem holística mais adaptada ao ambiente e aos seres vivos em relação à monocultura, onde não só a produção vegetal e de alimentos é abordada mas também a pecuáriae pelos hominidios. É constituída pela Produção Integrada e Protecção Integrada.

Principais Objectivos: Salvaguardar a saúde do agricultor e do consumidor; Obter produtos agrícolas de elevada qualidade; Manter o agricultor actualizado quanto aos procedimentos agrícolas; Preservar o meio ambiente; Cuidar e melhorar a fertilidade do solo e a biodiversidade; Garantir a estabilidade dos ecossistemas; Apresentar produtos atractivos no mercado, mantendo um preço competitivo; Cumprir critérios éticos e sociais.

Protecção integrada - Protecção integrada é uma modalidade de protecção das plantas em que se procede à avaliação da indispensabilidade de intervenção, através da aplicação de conceitos como estimativa de risco, níveis económicos de ataque ou a modelos de desenvolvimento dos inimigos das culturas e à ponderação dos factores de nocividade, para a tomada de decisão relativa ao uso dos meios de luta. Em Protecção integrada privilegiam-se as métodos de luta indirectos, em especial, a limitação natural e outros mecanismos de regulação natural, e só se recorre aos meios directos de luta quando indispensável, preferencialmente à luta cultural, física, biológica, biotécnica e à luta química, em última alternativa.

Produção integrada - Produção Integrada é um sistema agrícola de produção de alimentos de alta qualidade que utiliza os recursos naturais e mecanismos de regulação natural em substituição de factores de produção prejudiciais ao ambiente e de modo a assegurar, a longo prazo, uma agricultura viável.

Em produção integrada, é essencial a preservação e melhoria da fertilidade do solo e da biodiversidade e a observação de critérios éticos e sociais. Além disso obriga a um planeamento abrangente a diversos aspectos pelo que terão de ser feitas análises periódicas às áreas de cultivo, além disso é também pedido ao agricultor o acompanhamento regular da actividade agrícola em cadernos de campo. Este método agrícola requer a adopção do sistema agrícola de Protecção Integrada.

A agricultura é a área responsável pela produção de alimentos, incluindo o cultivo de plantas e criação de gados.

Os principais fatores que podem atrapalhar a produção agrícola são: - terra; - trabalho; - renda. Cada um desses fatores tem a sua importância relacionada com o desenvolvimento económico do país, como por exemplo, o aumento da produção depende 100% da terra.

Existe também a agricultura tradicional, que é aquela onde há uma relação entre a terra e o trabalho, porém a terra é responsável por mais de 80% do investimento econômico.

A renda é muito importante para a produção, pois a agropecuária é dependente de equipamentos mais requintados, e para isso é necessário que se façam grandes investimentos.

Para que a agricultura passasse a ter uma produção maior, o homem criou um conjunto de técnicas.

 

RGA 2009 - O que mudou nos últimos 10 anos
download pdf
PESQUISAR
MORADA
CONTACTOS
Rua Manuel Fiúza Júnior, 129
4900-458 Viana do Castelo, Portugal
E-Mail: geral@araam.pt
Telefone: 258 822 038 / 258 828 330